quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Garota fazia filme pornô com o irmão de quatro anos

A pretendente a 'cineasta' se filmava fazendo sexo com o irmão pequeno e vendia para sites de conteúdo pornográfico. Beatriz Dalvacy é o nome da garota de 19 anos que foi presa em casa, em Duque de Caxias, no Rio. Ela morava com o irmão e tinha a tutela dele. Na delegacia, Beatriz confessou o crime mas ressaltou que era tudo 'brincadeirinha'.

A notícia não me chocou nem um pouco, o que mais me chamou a atenção, na verdade, foi que nenhum dos jornais que publicaram a notícia questionou como nem porque a menina de 19 anos, que apareceu nas manchetes como "mulher de 19 anos", tinha a tutela do irmão menor. Faltou a informação e pior, o interesse.

6 comentários:

hamilton disse...

realmente é o tipo de notícia que não choca mas deveria. infelizmente os jornais estão cheios de gente incompetente, pegam a notícia numa fonte, copiam, colam e publicam, não há interesse em aprofundar o entendimento da situação. Vender, vender, vender.

João Magalhães disse...

É o tal negócio: como pornografia infantil dá muito dinheiro, tem muita gente explorando menores, principalmente crianças de família. Lamentável!

Remo Trajano disse...

Mais lamentável que isso, acho a forma como os jornais tratam do assunto, apenas reportam superficialmente e mal o acontecido, sem sequer se dar ao trabalho de tentar entender as causas e as consequências que estão implícitas num caso como esse.

Gabriel disse...

eu acho engraçado o remo ter dito que o que choca ele é a questão da tutela e não o fato de uma menina de 19 anos ter posto o pinto de um menininho de 4 anos na boca e filmado - e, o que é muito pior, quem comentou o post achou essa posição do remo normal. Realmente, é o tipo de notícia que "não choca" mas deveria.

estrondo disse...

Que absurdo!... fiquei sem palavras

caito disse...

A menina tem a a tutela do irmao, porque ela é maior de idade, ou seja, adulta. todo mundo é adulto com 18 anos.